sábado, 11 de junho de 2011

Deborah Secco está no auge... e também na décima edição da ZZZ!


Foto: TV Globo/João Miguel Júnior



Por volta dos seis anos de idade, ela fingiu – durante aproximadamente um mês – que havia perdido a memória. Ao contrário do que possa parecer, a traquinagem não era sinal de rebeldia, e sim uma oportunidade de treinar interpretação e testar sua capacidade de convencimento. A vontade de ser atriz era tanta que, algum tempo depois, a menina seria aprovada logo em seu primeiro teste para uma novela, “Mico Preto”, em 1990.
Desde então, passaram-se mais de duas décadas e, nesse período, vários tipos ganharam vida por suas mãos, mexendo com a imaginação do público – a “Maria chuteira”, a Lolita, a retirante e a aspirante à celebridade são só alguns exemplos. Com uma carreira já consolidada, Deborah Secco atravessa um momento ainda mais especial: em 2011, a atriz vive o seu auge, colhendo os louros do sucesso: no cinema, hipnotiza com os conflitos de "Bruna Surfistinha", a garota de programa que ganhou fama ao contar, sem pudores, seu cotidiano sexual-afetivo em um blog e, posteriormente, em livro.
Na televisão, por sua vez, diverte com sua Natalie Lamour, que rouba a cena em “Insensato Coração”. Para conhecer algumas curiosidades dos bastidores do filme e relembrar outras personagens marcantes já interpretadas pela atriz, clique AQUI, ou se preferir, faça o download do arquivo em pdf no menu a esquerda.

2 comentários:

J.C.Batista Jr disse...

Olá Piero,
sou o dono do Blog "Rock'n'Roll4Ever". Será um prazer te ajudar em sua reportagem sobre o Rock in Rio.
Qualquer coisa, me procure no Blog.
Abraço

apanhadogeral disse...

Pra mim o melhor papel da Deborah foi no filme Bruna Surfistinha. Estou meio cansado dos papeis dela na TV.

Pesquisar este blog